· 

Desenvolvimento de Texto Visual

Na Reflexão de Segunda-feira 
Vamos daí a um sábado blog time! Foi uma semana calma para variar, o que ajuda para colocar mais umas coisas no prato do dia mas deixa-me com pouca escolha para o blog. E foi após de alguma reflexão que lembrei-me da mudança do texto visual na banda desenhada de Agaricu.
O desejo
É na verdade uma das coisas que mais me diverte quando faço banda desenhada, E se tivesse todo o tempo do mundo, criava um conjunto de hipóteses de imagens, numa história, só para depois ler os diferentes textos visuais, e a percepção diferente que provoca. Mas o tempo não permite excentricidades destas.
Mas o que me aconteceu? ok! ok! vou acalmar a tua curiosidade.
A resposta
Quando inicialmente pensei a fazer esta história, fiz uns esboços para procurar o melhor texto visual que transmitisse a minha ideia. Em baixo está a parte que me causava algumas duvidas. 

Não adorava o timming que demonstrava, mas era necessário continuar e no momento tinha somente o quadradinho numero um para fazer. Poderia pensar nelas mais tarde.
...Mais tarde
No momento que ia avançar com as imagens em questão. O incomodo já tinha saído do limite do conforto. E quando isto assim acontece, já sei, tenho que regressar ao estirador e às ideias. Por vezes surgem, outras vezes é necessário ir procurar inspiração junto dos mestres.
E assim foi. Pesquisei um pouco nos livros de banda desenha que cá por casa vagueiam nas prateleiras. Já os li por isso sei bem onde encontrar o que procuro. Vou ao encontro de textos visuais semelhantes. E adapto um ou o conjunto de dois para o texto que tenho.
Foi assim que cheguei a este que se segue.

A escolha possível, por agora!
Ainda acho que há um certo movimento da Ogi, a aranha pet, que está a faltar. Mas é aqui que o tempo entra na equação vida. É como uns dizem, feito e não perfeito, Mas mesmo assim prefiro esta ultima versão á primeira..
e por hoje...
Hoje termino assim sem uma certeza ou conclusão á vista. É como o visualizar de uma esquina em locais diferentes. A esquina é a mesma o que vês não!  E tu tens a tua opinião a dar?