· 

Pinceis! En Garde! ou como resolvi o meu medo de pintar com aguarela

OLá! Semana de amplo gosto
Esta semana passou num abrir e fechar de olhos. Quando dei por mim era sexta. Foi uma semana cheia, existiram sucessos e existiram aprendizagens. Vamos primeiro aos sucessos..
En garde pincel!
Á uns post atrás confidenciei por umas linhas semelhantes a estas que tinha ganho um medo de pintar. Arranjei um conjunto de justificações que atrapalhavam o fluir do trabalho com aguarela.. Em resumo, pintar com o pincel intimidava-me.
E depois decidi colorir a banda desenhada "Na vila de Agaricu" com aguarela.. Rapidamente cheguei á conclusão, se queria a história concluída era melhor tratar do caso, "medo de pintar"..
A execução
Tornar o pincel um utensilio diário. Para isso nada mais fácil passar a desenhar como pincel no meu sketch diário.
Aceitar o erro, caso ele surgisse. Aprender a tirar partido positivo dos acidentes que a aguarela tem o costume de provocar. Ou em caso extremo desistir daquele pedaço de papel e ir para a folha do lado, por outras palavras, recomeçar.
Utilizar o sistema que melhor resultado me deu em aguarela.: Primeiro sombra depois a cor.
Mas na verdade o que fez a  maior diferença foi o abandono da rigidez mental de como o traço deve ser. E permitir que exista uma colaboração entre o momento o pincel e eu.
Se és nova (o) em aguarela e pinceis 
Experimenta primeiro várias pinceladas. Em linhas paralelas e depois cruzadas. Exercita também linhas circulares e circulos fechados. Observa bem como o pincel e a tinta se comportam, Se necessário toma notas nessas folhas de exercício. Experimenta com aguada no papel ou com o papel seco..
Eu já tenho algumas pinceladas de anos de exercícios destes. Sim é verdade tens razão e ainda assim encontrei um medo que me paralisava sempre que ia pintar. Partidas que a mente nos faz! Mas por isso mesmo agora leva dose dupla de pincel para ficar curada!

O que foi aprendizagem
Tenho estado a testar e experimentar outras maneiras de apresentar o meu percurso de pintura nos quadradinhos. E o nesta sexta feira depois de armar toda a panóplia para fotografar ou filmar a execução do desenho e pintura, a aprendizagem foi completa!
Em filme a parte superior da minha cabeça era bem visível, mas não o desenho
Quando em. fotografia. A app para fotografar de modo remoto estava sempre a desligar e por fim... tive a  cereja em cima do bolo! A bateria acabou!
Pronto! Assunto resolvido! E foi por esta razão que não existiu uma animação como esta que se segue.

Da Banda desenhada de duas páginas a primeira já está terminada! Vamos para a segunda! Até para a semana.