· 

Introvertida aprender a falhar

Quando na semana passada cheguei ao domingo estava certa daquilo que ia construir na semana.. Que terrenos estranhos pode ter desenhar plantas?
Pois eu não mais subestimo o cuidado aleatória de um chão do campo, ou a desorganização organizada das folhas de uma planta ou flor.

Mas não foi a vegetação a causa inicialmente da minha demora nesta semana. Foi ....

 

Após ter feito o desenho inspirado no detalhe de natureza de Jill Barklem refiz para o meu "lazer" os personagens cogumelos que estão sentados a jogar. E reparo que a sua perspetiva poderia estar melhor. decidi refazer este desenho.

(primeiro erro! Se o primeiro desenho tinha levado umas boas quatro horas e se tinha muito por melhorar, um mais elabora certamente não ia levar não ia levar menos tempo
Que tempo posso eu demorar? E acreditando que umas seis horas seriam o bastante entreguei-me á tarefa com entusiasmo.
Óra se estou a melhorar os personagens também posso fazer as flores mais realísticas.-  e logo as coloquei, coloquei, coloquei, coloquei, coloquei, coloquei Pormenores da natureza! Logo percebi que  tinha que reduzir os pormenores. 

Passar para papel aguarela próxima tarefa, já sentia o tempo a escassear, e achei que concluir o trabalho em computador seria uma boa opção. (segundo erro, usar uma ferramenta que não uso com frequência..)

Esta é a altura! É aquela a mais critica numa jornada destas! É quando percebemos as decisões escolhemos não foram as mais certas e voltar para trás vai demorar mais tempo que aquele já despendido. Decido de continuar.

 

Neste momento é necessário fazer as pazes com a nossa consciência e assumir que somos imperfeitos não fazer nem drama nem ignorar os erros. Aceitar o que se escolheu e viver com isso em paz.. 

E como se um deserto tivesse atravessar preencho os espaço do desenho com cor. Pouco a pouco tomo o gosto e aumento a técnicas a usar com o objetivo de dar mais dimensão ás formas.. Percebo que poderia ir mais longe nessas inovadoras técnicas, pelo menos para mim, mas o tempo diz-me o contrário.

Relembro o primeiro erro desta jornada e sigo em frente.. Finalmente! ...Terminado mas não perfeito.

O plano desta semana está feito é semelhante ao da semana passada, mas só o caminho do momento me dirá se o mapa está certo. Até pra semana!